O Amor, a Família, o Casamento: Uma Nova Visão

O Amor, a Família, o Casamento: Uma Nova Visão

A corrupção do Amor

A existência de um lado destrutivo do amor não pode ser negada no mundo de hoje: divórcio, aborto, homossexualismo, gravidez indesejada, cônjuges infiéis, doenças sexualmente transmissíveis, drogas, AIDS, alcoolismo, violência, etc.

O terceiro capítulo do Gênesis fala dos primeiros ancestrais, Adão e Eva, que viviam no jardim do Éden, para quem Deus deu um mandamento: “Não comer do fruto da árvore do conhecimento, ou vocês vão morrer”. No entanto, o Arcanjo Lúcifer (a serpente) apareceu e tentou Eva a comer o fruto, e ela, por sua vez, compartilhou a fruta com Adão. Em seguida, eles cobriram as suas “partes baixas” e se esconderam de Deus. Deus os expulsou do jardim e bloqueou sua entrada. Isto implica que “comer do fruto” envolveu um ato sexual.

É claro que a intenção de Deus era que Adão e Eva se casassem, mas só depois de terem atingido a maturidade individual. No entanto, em virtude da união prematura, o seu relacionamento não estava fundado sobre o amor verdadeiro, mas sim em motivos egoístas e desejos imaturos de luxúria física. Eles começaram uma vida sexual sem maturidade emocional e sem o fundamento da sabedoria espiritual.

Seus filhos não receberam carinho e orientação adequada, e como resultado, não foram capazes de ter um relacionamento saudável um com o outro. O próximo evento na história da humanidade, conforme registrado na Bíblia, foi o assassinato do filho mais novo, Abel, por seu filho mais velho, Caim.

Religião e Família

Algumas tradições religiosas têm insistido em várias disciplinas, tais como o celibato e o sacramento do matrimônio, a fim de corrigir o impulso sexual rebelde.

Abraão iniciou o ato da circuncisão como um sinal visível da aliança espiritual vinculando os filhos de Israel a Deus. Sabendo que a queda envolveu o órgão sexual masculino, pode-se supor que o prepúcio do menino seja cortado como restituição simbólica para esse ato. Cortar a pele do órgão sexual poderia indicar a intenção de cortar o apego à linhagem do amor sexual sem escrúpulos.

Jesus e o apóstolo Paulo elogiaram a prática do celibato adotada pelos homens e mulheres com a determinação de seguir esse caminho (Mateus 19: 11-12; 1 Coríntios 7:32-35). Buda ensinou o mesmo, e milhares de santos e sábios de todas as tradições religiosas têm seguido o caminho da auto-renúncia.

A Mãe Ann Lee Stanley teve em 1770 uma visão de Jesus na qual ele mostrou-lhe que o pecado original era um ato sexual ilícito. Ela fundou a Sociedade Unida dos Crentes na Segunda Aparição de Cristo (Shakers) e levou seus seguidores a estabelecerem comunidades celibatárias.

Amor e Casamento: Uma Nova Visão

O ministério do Reverendo e Sra. Moon abriu o caminho espiritual da relação homem-mulher – bloqueado desde a queda de Adão e Eva – que pode ser desenvolvido. Hoje, pela primeira vez na história da humanidade, é através do casamento e da família que podemos cumprir o nosso maior potencial espiritual.

É no amor entre os membros da família que o amor de Deus pode ser mais plenamente conhecido. As diferentes experiências de amor na família, como uma criança, como irmão e irmã, como um cônjuge, como pai e, finalmente, como um avô revelam a diversidade, a profundidade e a imensidão do amor de Deus. O ideal do amor no casamento e na família é a porta de entrada para uma nova etapa para vivenciarmos a presença de Deus.

A maturidade espiritual, psicológica e emocional de cada parceiro é o primeiro requisito para uma união bem sucedida. Uma vida de serviço destinada a amadurecer sua capacidade de dar, servir e amar verdadeiramente, permitindo assim que cada pessoa perceba seu verdadeiro caráter humano. Na preparação para o casamento, cada pessoa deve permanecer pura e casta, concentrando sua energia no crescimento espiritual e em tornar-se um verdadeiro filho ou filha de Deus, livre e aliviado dos apegos emocionais e sexuais prematuros.

A bênção do casamento é mais do que apenas o casamento com um cônjuge. É um compromisso eterno um com o outro e com Deus como o terceiro parceiro no casamento. A bênção espiritual conecta cada casal a uma nova linhagem de família, centrada no amor verdadeiro, que por sua vez irá ser transmitida às gerações futuras.

A Importância da Seleção do(a) Esposo(a)

Embora a maioria das pessoas escolha o seu parceiro de casamento com base na aparência e na atração romântica, o fato é que 75 a 80% do sentimento evapora dentro de seis a oito meses. Escolher um parceiro de casamento é a decisão mais importante da vida. Deus, nosso Pai e Mãe Celestial, prepara um cônjuge ideal para cada um. É importante consultar os pais e outras pessoas de confiança, criando assim as condições para deixar Deus conduzir o processo de escolha.

O Reverendo Moon ensina que a melhora maneira de construir o Reino do Céu é através do casamento intercultural, que contribui para a grande tarefa de transcender as barreiras de raça, cultura, nacionalidade, etnia e religião e que assim visa criar uma grande família com toda a humanidade. Os casais que se esforçam a amar além das diferenças são os mais belos, brilhantes, e também aqueles que alcançarão os lugares mais elevadas no Céu.

O ministério do Reverendo e Sra. Moon está abrindo o caminho para os casamentos de todas as pessoas preparadas e qualificadas a entrar no reino da perfeição. Uma boa família começa com bons pais e uma boa sociedade começa com boas famílias. Uma vez que os pais são fundamentais para a vida, o amor e a família, a cura tanto dos indivíduos quanto da família mundial simplesmente não pode acontecer sem a restauração dos pais. A realização da verdadeira individualidade e da verdadeira família universal, um mundo de paz, liberdade, prosperidade e felicidade dependem assim, do surgimento dos Verdadeiros Pais universais.

Associação das Famílias para Unificação e Paz Mundial

Rua Cardeal Arcoverde, 928 – São Paulo – SP – CEP: 05408-001

Fone: 11-3060-3610 – afupm.brasil@afupm.org.br

www.familias.org.br

Anúncios
Esse post foi publicado em Sem categoria. Bookmark o link permanente.

Uma resposta para O Amor, a Família, o Casamento: Uma Nova Visão

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s