Harmonia Inter-religiosa na Câmara Municipal de São Paulo

Harmonia Inter-religiosa

Harmonia Inter-religiosa

A Semana Mundial da Harmonia Inter-religiosa foi celebrada na quinta-feira 7 de fevereiro, na Câmara Municipal de São Paulo, graça ao apoio do vereador Gilberto Natalini e a parceria dos líderes inter-religiosos.

Reverendo Cristian Lepelletier, Vice-Presidente da Federação para a Paz Universal (UPF) atuando com MC, convidou os seguintes representantes religiosos na mesa (da esquerda):

Discípulo Dias Robson da Comunidade Evangélica Makadesh,

Professora Sandra Santos, Presidente da Associação Umbandista do Estado de São Paulo,

Sheikh Mohamed Al Bukai, Diretor dos Assuntos Islâmicos da União Nacional das Organizações Islâmicas no Brasil,

Pai Kyrilos Carlos da Igreja Ortodoxa Bielorrussa Eslava,

Simão Ferabolli, advogado, escritor e presidente da Federação das Famílias para Unificação e Paz Mundial (AFUPM), representando a Federação da Paz Universal (UPF),

Professor Samuel, presidente da Associação Brasileira de Liberdade Religiosa e Cidadania (ABLIRC) representando a Igreja Adventista,

Rabino Gilberto Ventura, professor de história judaica, representando a Associação Israelita Paulista,

Bispo Marcelo Resende da Igreja Católica Liberal e da Sociedade Teosófica,

Reverendo Mahesvara, representando o Hinduísmo e da Sociedade Internacional para a Consciência de Krishna,

Ifa Boala representando a Cultura Tradicional Africana Yoluba,

Pastor Nello Pulcinelli, do Instituto Thomas Helwys e dp Centro de Apoio ao Migrande (CAMI) representando a Fé Batista .

Entre as personalidades presentes foram destacadas, o vereador Gilberto Natalini que disse: “As religiões podem exercer um papel importante na redução da violência, um dos maiores problemas paulistanos. Numa cidade como São Paulo, uma cultura de paz, mais que uma proposta, é uma necessidade. E as religiões como um todo são cultuadoras da paz, são propagadoras dessa cultura de paz”.

O vereador Laércio Benko disse: “É muito importante promover a harmonia inter-religiosa, ainda que no Brasil, em geral, as maioria dos fies de qualquer religião são livres para praticar sua fé, eu conheci pessoalmente a intolerância porque pertenço à tradição Afro Brasileira da Umbanda que sofre perseguições por parte dos evangélicos fundamentalistas. Eu vou oferecer o apoio total do meu gabinete para o bem da harmonia inter-religioso “.

A Dra Damaris Moura Kuo, presidente da Comissão de Direito e Liberdade Religiosa da OAB de São Paulo falou que as religiões tem responsabilidade de buscar harmonia e a cooperação para defender a liberdade e que é a melhor forma também de combater a intolerância religiosa.

Cerca de sessenta pessoas vieram, entre eles vários líderes da sociedade civil, incluindo representantes do Movimento Paulistanos pela Paz que começaram a se reunir na Câmara Municipal após as recentes ondas de violência que aconteceram no ano passado e 20 membros do grupo de jovens da AFUPM.

Professor Samuel coordenou a mesa e pediu que cada líder responde as seguintes perguntas: Como um líder religioso ou seguidor de um movimento religioso, pode apoiar os Vereadores para construir uma Cultura de Paz? Você estaria disposto a cooperar com outros líderes religiosos e atuar dentro um Conselho inter-religioso para apoiar os Vereadores da cidade de São Paulo para construir uma Cultura de Paz?

A resposta geral foi positiva devido a boa parceria já existente entre alguns Vereadores e os líderes inter-religiosos. Todo mundo entende que a Cultura de Paz está enraizada no desenvolvimento espiritual e moral, e que é a responsabilidade principal dos líderes religiosos de oferecer a educação para seus membros e seguidores.

A Cantora Selma Tristão da Comunidade Evangélica Hebreus apresentou uma bela canção para um breve intervalo. Em seguida, um vídeo de apresentação da UPF foi projetado no telão para mostrar as atividades desenvolvidas no redor do mundo.

Finalmente, Simão Ferabolli apresentou a proposta dos Conselhos Inter-religiosos que se originou a partir do fundador da UPF, o reverendo Sun Moon Myung, quando ele falou na ONU no ano 2000. É uma ideia que deve ser multiplicada, a proposta do Conselho inter-religioso é para todos os níveis de governo, a fim de eleger líderes religiosos para o Conselho da ONU, cada país deve ter um Conselho Inter-religioso Nacional ou Federal de onde sairão os candidatos e para eleger os líderes religiosos para o Conselho Nacional de cada país, cada Estado também devera ter um Conselho de onde sairão os candidatos e até mesmo cada cidade deve criar um Conselho Inter-religioso.

O Movimento Paulistanos pela Paz que inclui vários ativistas inter- religiosos começou a se reunir a cada primeiro quinta-feira do mês, na Câmara Municipal, já estamos construindo uma base para o futuro Conselho Inter-religioso de São Paulo.

Fotos:

https://plus.google.com/u/0/photos/116318122783288436070/albums/5843356762927792193

Anúncios
Esse post foi publicado em Sem categoria. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s